26 de fev de 2013

Tragédia em Santa Maria

O mapa do RS foi marcado com um coração na localização de Santa Maria (Foto: Luiza Carneiro/ G1)


 Voltando ás postagens regulares no nosso blog, hoje para discorrer sobre a tragédia em Santa Maria. Provavelmente você já sabe sobre o quê estamos falando(?), se não sabe clique aqui.
 Primeiramente desejo elucidar apenas que esse artigo não é uma matéria jornalística, mas antes, um texto dissertativo. Não temos aqui a pretensão de informar ao leitor sobre o caso, até porque isso já foi feito, diga-se de passagem, exaustivamente pela mídia brasileira. Iremos aqui expor opiniões sobre o episódio e sobre a mídia em si, não sobre o fato, que, apenas para deixar um parêntese, foi lamentável.


Remediar

 Muito se tem dito e questionado á respeito da tragédia que ocorreu em  Santa Maria no RS, todos os detalhes da tragédia foram expostos nos últimos dias na TV e em todos os veículos de comunicação do Brasil e também no exterior. O governo agora está fechando diversos estabelecimentos que oferecem riscos á população, que não possuam meios de assegurar a integridade dos mesmos em caso de incêndio, etc. Não que isso seja errado, muito pelo contrário, esse tipo de ação garante que não se façam novas vítimas como as de Santa Maria, o que eu questiono aqui é a mentalidade remediativa do povo brasileiro, sobretudo de seus representantes constitucionais. 
 Apenas agora que o assunto virou manchete em escala global( mais sobre isso no próximo texto) é que o governo resolveu agir, fechando estabelecimentos que antes não eram dados nenhuma atenção, e que, por vezes, estavam em condições bem piores que o da boate Kiss.
 Não adianta chorar sobre leite derramado.
 Esse é o nosso pacato e roubado país, como diria nosso amigo Chaguinha. Aliás é dele nosso próximo texto.   
Atenciosamente, 
Topogigo das Neves.

A merda da mídia 
 Carolismos á parte, até que gostei do texto do nosso amigo de sempre Topogigo das Neves. Falta-lhe decerto alguma veia de fúria, própria dos gênios fortes, como o meu, modéstia a parte.
 É, tá tudo muito bom, tá tudo muito bem, mas realmente? A mídia brasileira parece ser muito seletiva em certos momentos. Um exemplo disso é o fato dela ter dado tanta ênfase a esse desastre, claro, horrível. Mas vamos por os pingos nos iis( preciso modificar essas palavras): É bem verdade que tudo o que aconteceu merece mídia nacional, ok ok. Não estou indo contrário a isso. O que acontece é que, para dar nomes aos  bois, a Globo coloca determinado fato na programação, nesse momento todas as outras emissoras correm atrás da mesma notícia, aí não vai importar o canal que você coloque, você vai ter sempre a mesma informação. 
 Todos nós sabemos como funciona a televisão, sempre em busca do que der mais audiência, e o que é que dá mais audiência que desastres? O carnaval é claro. E então o que dizer de desastres durante o carnaval? Teoricamente daria muito mais audiência. Mas o que vemos são tímidas notas sobre o caso . Agora me pergunte porquê. Pergunte, pode perguntar caro leitor. Pergunte porra!!!!
 Na verdade o assunto ficou quase que abafado, porque isso faria com que o carnaval fosse visto com maus olhos e tudo o mais, e isso a Globo não quer, jamais, ou jamê, como diriam os franceses de la Mercedita. Aí a Globo não noticiou o fato, as outras emissoras também não demonstraram interesse. O que acontece no Brasil é isso mesmo, a Globo faz a notícia e as outras emissoras contam a mesma história com outras palavras. Isso é que é jornalismo parasita.
 E quem é que perde com tudo isso? O povo obviamente, que se vê alienado por programas como BBB, novelas que eles nem gostam mas assistem para ter o que conversar com os colegas de serviço. Não assistir BBB hoje é fator de exclusão social. Em que ponto fomos chegar hein. Que país é esse? 
 do seu amigo de sempre, Chaguinha.

















8 comentários:

  1. A Globosta só quer saber de ganhar money velho.

    ResponderExcluir
  2. Adorei esse Chaguinha. kkkk.!!!!

    ResponderExcluir
  3. Venham para a minha emissora pessoal.

    ResponderExcluir
  4. Interessante essa matéria. Gostei do estilo de escrever, embora reconheça alguns excessos de vírgula aqui ou ali. Mas, quem não os comete não é mesmo? Na minha opinião a mídia está muito mais interessada em ganhar audiência que prestar uma contribuição para o país. Não é do interesse da Globo divulgar essas informações sobre o carnaval porque isso iria afastar os turistas. Foi lamentável ver que logo após divulgarem as informações sobre esse acidente, a Cristiane Pelajo abriu um largo sorriso e falou das escolas de samba campeãs. Deprimente.

    ResponderExcluir
  5. Só me resta rir, Topogigo!

    ResponderExcluir
  6. E ainda tem palhaço que faz é rir das desgraças alheias, eu hein. Esse mundo tá perdido mesmo.

    ResponderExcluir
  7. Esse povo não tem sentimentos mesmo não, rindo da desgraça alheia

    ResponderExcluir
  8. Mas não tem coragem pra se identificar né.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante. Compartilhe-a.